ACHADOS E PERDIDOS

Teatro de animação para se encontrar!
O espetáculo “Achados e Perdidos”, da Cia Teatro do Maleiro fez sua estreia segunda-feira, dia 17/10/2016, no Goiânia Ouro. A apresentação fez parte da programação do Festival Internacional de Artes Cênicas – Goiânia em Cena.
O público vai visualizar no palco: bule, chaleira, sapato... Objetos e marionetes, como a bailarina Fernanda Boteiro e o cavalo Molina Campos. A direção  do espetáculo “Achados e Perdidos”, está a cargo do paulista diretor e ator João Araújo que promete instigar a criatividade de todos em um mergulho dramaturgo repleto de singularidades próprias do nosso cotidiano. Afinal, quem nunca brigou por amor? Se sentiu solitário? Perdido? Ou ainda não se encontrou plenamente?
Só para você entender um pouco melhor, os bules “Roberval e Linete”, casal de namorados, que vivem em pé de guerra foi inspirado na própria história de vida do ator Marcos Marrom. “Gosto de pegar histórias e engrandecer. Todo mundo já passou por brigas, afinal o relacionamento amoroso não vive em um mar de rosas. Os conflitos existem para que as coisas possam ser melhores”, explica.
Outro objeto de destaque no espetáculo é o sapato, que se chama Marrom. Esse personagem em uma seção compartilha  seus dissabores com a perda de sua parceira, por isso vive triste. “Achados e Perdidos traz um pouco do meu universo, do cotidiano dos meus amigos, do que vejo. Ou seja, não invento nada”, complementa.
Com classificação de 14 anos, a peça vai além do cotidiano para fazer refletir sobre estereótipos, angustias, medos e relacionamentos. Não perca a oportunidade de sorrir, se encontrar e sair do teatro  saltitante, por acreditar na grandiosidade do teatro de bonecos.
assessoria de imprensa  Amanda Costa 

ficha técnica: 
Técnica: Mista
Gênero: Teatro de animação e objetos
Direção: João Araújo Morpheus
Ator: Marcos Marrom
Roteiro: João Araújo e Marcos Marrom 
Bonecos: Eduardo Felix, Marcos Marrom
objetos: Divino Moreira Jesus de Pinho, Rita Alves, Maicon Soares, Euler Maquete
Figurinos dos bonecos: Alaíde Rodrigues
Cenário: Marcos Marrom
Iluminação: Rodrigo Horse
Técnico de som: Euler Maquete
Banner e cartaz: Marcos Amaral Lofufo
Fotos: Layza Vasconcelos
Parceria na construção dos bonecos: Cia. Pigmalião(MG)
Duração: 45 minutos
Faixa etária: 14 anos

Agradecimentos: minha família, Rosane Christina e os  meus companheiros amigos que sempre estão juntos nesta caminhada difícil. Sergio Mercurio, Alex Bellini, Rita Alvez, Leandra Nunes, Gustavo Vale, Oficina Cultural Geppetto, Nu Escuro, Helio Froés,  Izabela Nascente, Raquel Rosa, Cia. Pés de Lata, Gercinda mãe do João Araújo e o seu irmão Sergio que deu a maior força e apoio, Verônica Gerchman, Marcos Amaral Lotufo que sempre foi o anjo da Cia. Aldene Jose e Topada Produções, Euler Maquete, Maicon Soares, Andreia Caetano, Otavio meu vizinho, Eliane Oliveira, Juliane Oliveira e especialmente para todos vocês, que assistiram e vão assistir o espetáculo. 




Festivais:
  • ​Festival Goiânia em cena 2016
  • Festival Cena Curiar FETEG com a cena Roberval e Linete 


Prêmios:  
  •  3ª Melhor cena curta do 1ºfestival Curta a Cena com Roberval e Linete 2016



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espetáculo: “Achados e Perdidos”

DIA DA POESIA